Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Advogado de Djokovic critica visto cancelado: "Irracional"

Mais cedo, o ministro do Interior da Austrália, Alex Hawke, determinou que o tenista sérvio, que não apresentou certificado de vacinação, seja deportado
Advogado de Djokovic critica visto cancelado: “Irracional”
Reprodução/Novak Djokovic/Instagram

A defesa do tenista sérvio Novak Djokovic criticou há pouco a decisão do ministro do Interior da Austrália, Alex Hawke, que cancelou o visto do atleta, que não apresentou certificado de vacinação.

Na última segunda-feira (10), a Justiça australiana autorizou a permanência de Djokovic no país, para que ele participasse do Australian Open, que começa na próxima segunda (17). Ontem, a organização do torneio sorteou um adversário para o sérvio na primeira fase.

O juiz Anthony Kelly, que cuida do caso, determinou nesta sexta-feira o esquema de detenção de Djoko até a audiência final sobre o caso, na manhã de domingo. O tenista será detido no sábado, às 8h, mas será liberado das 10h às 14h para uma reunião nos escritórios de seus advogados.

Nicholas Wood, advogado de Djokovic, disse que o ministro australiano escolheu prejudicar a carreira do tenista e que a decisão é irracional.

“O Sr. Hawke escolheu remover da Austrália um homem de boa reputação e prejudicar sua carreira por causa dos comentários que Djokovic fez em 2020. Ele não tem base racional para dizer que a decisão que toma é para evitar maior sentimento antivacina, que ele está tentando minimizar. É patentemente irracional que Djokovic excite o sentimento antivacinação. É uma abordagem radicalmente nova do governo federal.”

O tenista deve ser interrogado novamente pelos oficiais de imigração no sábado, antes, portanto, da audiência prevista para o domingo, na Corte Federal da Austrália.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....