Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Jogadores se dizem 'contra a organização da Copa América', mas não se negam a jogá-la

Atletas da seleção brasileira divulgam manifesto depois de jogo contra o Paraguai pelas eliminatórias e alegam que 'em nenhum momento' quiseram tornar a discussão política
Jogadores se dizem contra a organização da Copa América, mas não se negam a jogá-la
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Os jogadores da seleção brasileira divulgaram agora há pouco, logo depois da vitória sobre o Paraguai por 2 a 0, em Assunção, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, um manifesto sobre a realização da Copa América no Brasil.

No texto, divulgado pelas redes sociais do volante Casemiro, o capitão do time, os atletas dizem que “todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização”, sem citar explicitamente a pandemia da Covid.

“É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política”, prossegue o texto, em alusão aos embates entre seguidores e opositores de Jair Bolsonaro, responsável por fazer o torneio em meio à pandemia.

“Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde-amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à seleção brasileira”, conclui o manifesto, sem manifestar muita coisa.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO