Comandante do Exército questiona “politicamente correto”

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, escreveu em seu Twitter:

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Alô General Vida Boa! A população brasileira não entende de filosofia, mas está esperando os senhores das FFAA, saírem da caserna e acabarem com a esculhambação generalizada, que tomou conta do Brasil!!!! URGENTE!!!!

  2. Ler mais 78 comentários
    1. Alô General Vida Boa! A população brasileira não entende de filosofia, mas está esperando os senhores das FFAA, saírem da caserna e acabarem com a esculhambação generalizada, que tomou conta do Brasil!!!! URGENTE!!!!

    2. O General está corretíssimo: é exatamente isso que o “politicamente correto”, a “hegemonia de pensamento” de GRAMSCI, o “materialismo histórico” de MARX pretendem: destroem os valores das sociedade – os conservadores, os fascistas, os gayfóbicos, os negrofóbicos……., que o PARTIDO COMUNISTA, o PRÍNCIPE, assuma o poder para sempre. Por que é que 60 milhões de evangélicos no Brasil TERÃO que conviver com casais gays, pastores homossexuais???!! por as minorias precisam prevalecer sobre as maiorias???!!!! Vamos lá General, vamos destruir esse comunismo dos diabos!

    3. Estulto! Um “ser” comunista enrustido. Omisso em suas funções. Fronteiras porosas e com efetivo militar concentrado na Orla do Brasil. Só em cidades aprazíveis..como se Realengo/Rio Janeiro fosse um lugar bom de se viver. COMANDANTE COMUNISTA.
      O individuo é sim a solução.
      Está enganando os trouxas ao insinuar que essa “palhaçada do politicamente correto”, implementada pelos socialistas que o MILITAR Geisel/Golbery apadrinhou e incentivou a conquistarem o Poder no Brasil, deixando a bomba dos vermes que cultivaram, com General Figueiredo. Volte pra escola general…chegou muito longe com esse seus “pensamentos”. Bem tipico de republiqueta de bananas do compadrio …o mérito sempre relegado e se existisse esse conceito no Brasil. Você certamente não chegava a coronel. Isso se entrasse na AMAN!

    4. O COMANDANTE TEM RAZÃO, ESSE DOUTRINA DO POLITICAMENTE CORRETO, NÃO FUNCIONA, ATÉ PORQUE APENAS AS MINORIAS DA SOCIEDADE ESTÃO TENTANDO IMPO-LAS GOELA ABAIXO DA SOCIEDADE, QUANDO DEVERIA SER UM PROCESSO ESPONTÂNEO VINDO DO SEIO DO PRÓPRIO AVANÇO CULTURAL. É BOM LEMBRAR QUE ESSE FENÔMENO TEM SUA ORIGEM NO MUNDO OCIDENTAL, A PARTIR DE UM EXCESSO DE LIBERALISMO E LIBERTINAGEM QUE VEM SENDO EXPLORADO MUITO BEM PELO ISLAMISMO QUE VEM CRESCENDO EM PROGRESSÃO GEOMÉTRICA.

    5. Não creio que o politicamente correto esteja entranhado na Sociedade mas que esteja sendo motivo de apologia levada a efeito por alguns setores da mesma. Falta saber se o cidadão comum concordará de modo incondicional com tais idéias. Alguns destes postulados, como a predominância do direito individual sobre o coletivo, muitas vezes resultam na manutenção da impunidade. Veja por exemplo o direito à ampla defesa. Não há dúvidas quanto a sua adoção em prol de um acusado, mas isto também não pode ser levado ao excesso de se “condenar” coletividades inteiras ao convívio com criminosos já condenados. No caso presente da política nacional tais situações, infelizmente estão levando ao descrédito popular no processo político e até na democracia

    6. o q ele quer dizer e condena..é que o politicamente correto é aceitar as diferenças de todos, as ideias, os gays, lesbicas.. como se isso fosse tornar uma sociedade melhor… só que isso é bom para os esclarecidos de cabeça aberta, viajados.. a maioria da população não aceita não. Está é virando uma bagunça isso sim, as regras que seguram o instinto animal no ser humano foram criadas e agora acham que não servem mais, engano

      1. É exatamente isso! A pergunta do comandante espera resposta negativa. DEMOCRATICAMENTE FALANDO, a decisão da MAIORIA deve prevalecer sobre a vontade da MINORIA. Vemos isso em convenção de condominio, por exemplo, o morador pode fazer o barulho que quiser dentro do apartamento dele, mas a regra do condominio limita o barulho apos determinado horario, apos isso sofrerá consequencias. Ou seja, o politicamente quer fazer prevalecer a vontade das minorias “goela abaixo” da maioria.

    7. Repito o que disse abaixo e reitero que essas bolsonaretes histéricas (pleonasmo) são em sua maioria senhores de idade avançada, sem nenhuma perspectiva de futuro, absolutamente sem argumentos e, sem nada para falar, supõe sexualidades e atos de quem não conhecem. É por causa de broncos e ignorantes como as bolsonaretes, que a esquerda deita e rola e tenta implantar cada vez mais sua agenda gramscista. Esse bando de velhos inúteis só faz mal ao Brasil, tanto mal quanto sindicatos e esquerdistas em geral. São dois extremos que se tocam. Repito: façam um grande favor ao Brasil e se matem.

      1. Está precisando arrumar um macho, cara feminazi… Quem manda os outros se matarem mostra o ódio, o ranço dos esquerdopatas que destruíram o Brasil. Gente (gente?) como você. Faça um favor ao mundo: pare de fingir que não é esquerda. Esta palhaçada sua não cola… Arrume urgentemente um objeto penetrante!

      2. Esse “bando de velhos” construíram a sociedade e a Nação que temos hoje. Eles inventaram, por exemplo, a internet que você usa agora para falar besteira. Agradeça a eles o fato de estarmos igual à Cuba ou Venezuela.

    8. O Salva Brasil pelo menos vai direto ao assunto. Quer logo que os militares engrossem e dêem uma dura geral. Fala até de “cojones”. Que coisa.
      Nenhum ódio aos militares vociferado aqui faz sentido algum. É tudo na verdade amor não correspondido, sonho não realizado ou desejo incontido.
      Só um tipo de gente odeia realmente os militares: os bandidos. O resto é tara não correspondida.
      #SoltemLogoAFranga
      E parem de encher o s@co de quem dedica a vida a proteger tipos escrot@ como vocês.

    9. O Salva Brasil pelo menos vai direto ao assunto. Quer logo que os militares engrossem pra ele e dêem uma dura geral. Fala até de “cojones”. Que coisa.
      Nenhum ódio aos militares vociferado aqui faz sentido algum. É tudo na verdade amor não correspondido, sonho não realizado ou desejo incontido.
      Só um tipo de gente odeia realmente os militares: os bandidos. O resto é tara não admitida.
      #SoltemLogoAFranga
      E parem de encher o saco de quem dedica a vida a proteger gente escrot@ como vocês.

    10. Mariana, ao que parece vc esta precisando é de um Macchi de verdade na sua vidinha frustrada.
      Freud explica essa sua necessidade de demonstrar ódio a símbolos héteros como os militares. Bolsonaro é só o bode expiatório das suas misérias pessoais, derrotas sexuais e vícios da alma.
      Aceite-se que dói menos. Vá até o Bar do Sapato Longo e afogue seu ódio numa bela caneca de aranha caranguejeira. É mais negócio.

    11. General, por favor, pede para sair e ir cuidar da sua doença!! O Brasil precisa de Comandantes firmes e não os que se escondem atrás da Democracia! Esta democracia que mata 60.000 pessoas assassinadas por ano, 65.000 em acidentes de trânsito, milhares por falta de atendimento médico e deixa o povo ignorante devido a um educação atrasada e caquética, fora a falta de valores morais e cívicos. Eu estudei no Colégio Militar do RJ e BSB, posso afirmar que ainda existe uma bastião da moralidade e dos bons costumes, de valores, muito longe do que se tornou esta “democracia”. Se vc não tem Clhões para fazer nada coloque o pijama e vá assistir as novelas da Globo que realmente são educadoras! e o Congresso junto com o Executivo e com apoio incondicional do Judiciário assaltarem o país. Saudade do General Newton Cruz!!!

    12. Há muito tempo o direito individual se sobrepõe ao coletivo.
      O direito de pichar a minha casa se sobrepõe ao direito que tenho de ser ressarcido.
      Por exemplo, o direito individual de roubar o estado se sobrepõe ao direito da sociedade de querer punição.
      Não é ministro Gilmar Mendes?
      Não é ministro Dias Toffoli?
      Não é ministro Ricardo Lewandowski?
      Não é ministro Marco Aurélio?
      Não é ministro Celso de Mello?
      Não é ministro Alexandre de Moraes?
      E sem castigo, não há crime.
      E se não é crime, é apenas atividade política.

    13. O general tem razão.
      O politicamente correto foi imposto à sociedade com o mesmo objetivo que a docência militante se impõe para alunos indefesos em sala de aula.
      É uma das inúmeras armas ideológicas do socialismo ostentação que domina o país com o intuito de tirar da comunidade livre sua capacidade de mobilização, raciocínio e reação espontânea, colocando-a sob a tutela de grupelhos fanáticos e engajados no falso moralismo do comunismo caviar.
      O politicamente correto não busca outra coisa senão o controle da maioria através de falsas amarras morais e de pseudo proteção a minorias há tempos aparelhadas, usadas e abusadas pela esquerda clepto-lulista.

    14. O que funciona num país é a observação das leis o que não está sendo feito pelos que compõem as intituições no Brasil. E só quando as leis são aplicadas a todos poderemos falar em democracia, legalidade e outras coisas.

      1. Depende do ponto de vista. Por exemplo imagine que alguém chegue a determinado evento, se vista ou se comporte de modo inadequado e depois alegue discriminação por gênero, cor, religião ou qualquer outra. Isto seria o PC utilizado em favor de um indivíduo e contra uma coletividade. Entendi assim.

    15. Atualmente o cidadão não tem a liberdade de manifestar sua opinião pois teme ofender alguém. Sendo assim, cabe alinhar seu discurso de acordo com o modismo passando a ser retrógrado quem diz o que pensa. Liberdade de expressão é isso: dizer o que pensa sem se preocupar em ficar à margem dessa dita “sociedade”.

    16. A ignorância não vai abandonar o Brasil tão cedo. Só porque esse general não colocou seus tanques na rua para reeditar 1964, bolsonaretes histéricas (pleonasmo) que não entenderam nada do que ele falou, o atacam da maneira mais petista que existe, ou seja, com muita burrice e desinformação. Bolsonaretes, façam um grande favor ao Brasil e se matem.

    17. Não, general. O Politicamente Correto prega um “falso-coletivismo”. São agrupamentos de pessoas que se acham acima da lei para subordinar as outras pessoas. O Politicamente Incorreto é a favor da valorização de cada indivíduo, possibilitando a formação da cidadania, com o fortalecimento das famílias, estas sim, alicerce da sociedade.

    18. Desconfio que ele desconheça o que é “direito individual”, ou o que é o “politicamente correto”. Espero que de tanques, canhões e proteção de fronteiras, ao menos, ele entenda, ou teremos que ser defendidos pelos índios da floresta.

    19. Esses “comandantes” das FFAAs nunca se manifestam, mesmo diante do país assaltado e assolado.
      E quando se manifesta, vem com filosofia!
      Está falando do que General???
      Seja objetivo e direto! Não seja covarde! Não manda recados disfarçados! Não seja ambíguo!
      O povo está cansado de vossa posição confortável de “não estamos nem aí” com os ladrões do país!
      Se não vai falar o que precisa falar, então “cale a boca” covarde! Tem medo do mundo!Medo da Mídia! Medo da Esquerda! O Brasil sendo assolado e você foi “politicamente correto” erm favor dos criminosos, dizendo: “As intituições estão funcionando”!
      O Brasil foi destruído, continua sendo destruído e vocês nada fazem, só estão preocupados com o salário e a aposentadoria! Covardes!

    20. As Forças Armadas de qualquer país civilizado, juntamente com o Judiciário, deveriam constituir a fonte de resistência a todos os tipos de desmandos contra a Lei e a Ordem. Mas, no Brasil, o que temos é um judiciário de quatro para o crime e os comandantes das Forças mendigando favores ao Governo.

      1. Exatamente. Ele não compreende o conceito, como inverte os papeis. O correto seria: O “politicamente correto”, entranhado na nossa sociedade, pressupõe a supremacia de “supostos” direitos coletivos sobre o individuo. Isso funciona? apud General Villas Boas.

    21. Eles nunca se manifestam, mesmo diante do país assaltado e assolado.
      E quando se manifesta, vem com filosofia!
      Está falando do que General!
      Seja objetivo e direto! Não seja covarde! Não manda recados disfarçados! Não seja ambíguo!
      O povo está cansado de vossa posição confortável de “não estamos nem aí” com os ladrões do país!
      Se não vai falar o que precisa falar, então “cale a boca” covarde! Tem medo do mundo!
      O Brasil foi destruído, continua sendo destruído e vocês nada fazem, só estão preocupados com o salário e a aposentadoria!

    22. Lembram do Humaniza Redes que o PT criou nas redes sociais? O politicamente correto é mais ou menos isso, censura e perseguição pública a quem não é pautado pela Rede Globo, GloboNews, Folha de SP, Veja, ONGs, ONU… Esse General, maior apoiador da Pátria Grande Bolivariana, é somente mais um do esquema! Agora, tenta se fazer de bobo!

    23. Vidas boas trocasse os termos, é o inverso.
      Concordo com isso, que é uma ideológica coletivista associado a partidos de esquerda que defendem o coletivo esquecendo-se do indivíduo, base do comunismo.

      1. Ele e os demais militares fizeram em 64, mas o povo pediu a volta dessa corja que está na política atual. Eu não vi ninguém largar o celular e ajir quando os militares foram acusados injustamente na Comissão da INvetdade.

    24. O “politicamente correto” é uma forma de censura, pois faz com que as pessoas fiquem com medo de exporem o que pensam e de serem processadas por isto.

      Isso é coisa de comuna!!!

    25. Esse sujeito trocou completamente as bolas! O politicamente correto é o coletivo se sobrepondo ao indivíduo!
      Além de frouxo e petista, temos um General completamente ignorante! É o típico exemplo do analfabeto funcional!
      A Era da Mediocridade do PT não vai ter fim tão cedo!

      1. Antes de levantar calúnia e disseminar boatos, comente sem usar pseudônimo e apresente fatos concretos e não seja mais um difamador injusto das Forças Armadas.

    26. Não sei em que contexto ele disse isto ou sua motivação, mas concordo plenamente. Está certíssimo! Não tenho conhecimento profundo do assunto, mas vejo o politicamente correto – da forma exagerada como temos visto nos últimos tempos – como discurso de esquerda, que quer parecer o “certinho”. Acho uma hipocrisia. Devemos defender sempre o respeito e a boa vontade entre as pessoas, mas nunca por conveniência e seletivamente, como a “esquerda caviar” gosta de se colocar. Como tudo que eles pregam, é falso e pouco efetivo.

    27. Em síntese, são estes os fatos criminosos:
      1) Conduta incompatível com a honra, a dignidade e o decoro de suas funções (crime de responsabilidade previsto no art. 39, item 5, da Lei no 1.079/1950)
      2) Exercício de atividade político-partidária (crime de responsabilidade previsto no art. 39, item III, da Lei no 1.079/1050);
      3) Atitude patentemente desidiosa no cumprimento dos deveres do cargo (crime de responsabilidade previsto no art. 139, item 4, da Lei no 1.079/1950);
      4) Proferimento de julgamento quando legalmente suspeito (ou impedido) na causa (crime de responsabilidade previsto no art. 39, item 2, da Lei no 1.079/1950)
      5) Estabelecer relações com investigados, sob risco de violar o princípio da imparcialidade. O Código de Processo Civil (artigo 145) veda amizade íntima entre réu e julgador, assim como o Código de Processo Penal (artigo 254).

      Esses tópicos são os que o Ministro Gilmar Mendes fere na legislação

      1. Caro B Coimbra,
        não sou autoridade no assunto, mas sua definição não me parece incompatível como o que disse Villas Boas. São dois ângulos sobre a questão. Esse mimimi sobre o qual você fala nada mais é do que o “direito individual acima do direito coletivo”.

      1. antonio, respeitosamente, você é quem está confundindo as coisas. Você provavelmente associa o politicamente correto à esquerda, e daí conclui que é uma visão coletivista. Mas não é assim que funcionam as coisas. Não se trata aqui de respeitar a liberdade e as nuances individuais, mas de “direitos” que tomam um valor absoluto para o indivíduo, sem considerações sobre a coletividade na qual está inserido o mesmo.

    28. Politicamente correto nada mais é do que um conjunto de leis que não existem, criadas por uma minoria irracional que quer obrigar a maioria a seguir. Nós que não fazemos parte dessa minoria doente temos a obrigação de resistir, fazendo exatamente o contrário do que essa raça maldita quer.