Cônsul da França responde a Alexandre Garcia

O cônsul da França em São Paulo, Brieuc Pont, não gostou da observação de Alexandre Garcia sobre os distúrbios em Paris causados pelos “coletes amarelos”.

No Twitter, Garcia comparou o general nazista Dietrich Von Choltitz, que comandou a ocupação de Paris, ao presidente Emmanuel Macron.

”Incrível admitir que Von Choltitz defendeu Paris mais que Macron, mesmo sob ameaça de ser fuzilado por Hitler”, comparou Garcia.

Brieuc respondeu também pelo Twitter:

 

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Entenda AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

Ler mais 46 comentários
  1. Macron não mandou recado do clima nem para a própria população. As tentativas dele de dar relevância maior que devida ao assunto é patética.

  2. Fineza foi a fala do Macron, presidente de um país destruído, pressionando o Brasil soberano, por causa do acordo de Paris.

  3. Desde quando von Choltitz era nazista ??? Ele era um general alemão, mas não era nazista. Aliás, Hitler deu ordem para ele destruir Paris, e ele desobedeceu.

  4. Vou tentar explicar durante a II WW o General alemão era que mandava na Paris da França ocupada, depois da desembarque na Normandia e avanço dos aliados Hitler mandou ele arrasar Paris e ele recuso

  5. Ué. Está certo o A.Garcia. O general nazista se posicionou contra Hitler para poupar Paris, enquanto o presidente francês trabalha por ideologias que estão causando a destruição de Paris.

  6. Alexandre Garcia não é diplomata. Não é pago para ser “fino”. É jornalista. Pago para dizer as as coisas como são. Sem “fineza”.

  7. Ninguem é todo mau ou todo bom A França contribuiu com muitas coisas boas p humanidade mas também nos prejudicou muito com as mazelas da Franco-maçonaria.

  8. Sou obrigado a concordar com o cônsul. O comentário foi preguiçoso e rasteiro. Não que esse Macron seja algo digno de se defender, que fique claro.

  9. Não vi quem considerasse a iniciativa do Macron em defesa de novas fontes de energia. Se o cara disser que 2 + 2 = 4 mas for de esquerda, a conta está errada. Insista, Macron. O planeta agradece.

  10. Garcia tem razão, estamos vivendo de novo a fase da “política do apaziguamento” na Europa, com governos sacrificando sua população em prol do globalismo socialista do século XXI

  11. 🇧🇷 Nesse ponto Alexandre foi infeliz não se pode banalizar a matança nazista a crueldade com distúrbios de rua. A única coisa que foi pior é o comunismo que a seita satânica PT tenta impor

  12. Nosso jornalismo é semelhante ao PT. Mesmo esperando o pior, somos surpreendidos. Comparação imbecil feita pelo Garcia. O Macron está certo em desestimular o uso do petróleo em favor de novas f

  13. O consul, cumpre o seu dever, defendendo o despreparado e desastrado Macron !!! A França, que eu amo tanto, já viveu dias melhores e sobretudo, já teve presidentes mais qualificados !!!

  14. O Consul foi bem educado, não se trata de uma questão de “fineza”, mas sim de ignorância de pessoa instruída.

  15. Depois de a GM anunciar que vai fechar 14 unidades, e ter deixado trump emputecido, acendem-se os alertas de recessão nos iueçei…😕😕😕

  16. Perfeito. Todos cheios de dedos pensando em democracia. Onde está a democracia em destruir lojas e bens públicos e para as pessoas que perderão seus empregos com a queda do turismo em Paris?

  17. O cônsul não entendeu. A.G. não enalteceu o general nazista, mas sim, criticou Macron. A França caminha celeremente para o caos do globalismo liderado por Merkel e pelo subserviente Macron.

  18. Com respeito aos franceses, mas… Bom mesmo é criticar outros países. Mas qdo a crítica serve p descrever as próprias ações, aí é falta de finesse.

  19. Macron é só mais um fantoche dos criadores da UE e de seus burocratas não eleitos, George Soros manda abraços! Alexandre Garcia está certo!

    1. Billy, Sissi está certa. Garcia não elogiou Choltitz, apenas colocou Macron (que elogiou o colaboracionista com o nazismo, Pétain) abaixo dele.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.