EUA derrubam neutralidade da rede

Por 3 votos a 2, a Comissão Federal de Comunicações dos EUA derrubou hoje o princípio de neutralidade da rede na internet do país.

Existente no Brasil, a neutralidade determina que provedores de internet não podem entregar conteúdo com velocidades diferentes ou impor bloqueios.

A norma entrará em vigor nos EUA 60 dias depois da sua publicação.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 54 comentários
  1. Os comunistas do blog só não explicam porque diabos o investimento em infraestrutura da internet diminuiu pela primeira vez na história após a aprovação dessa lei durante o governo Obama.

  2. NEUTRALIDADE DA REDE foi a maior conversa fiada dos últimos temos de gente que queria na verdade reserva de mercado! Pra quem não tem a menor ideia do que esteja falando
    https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2806

  3. É a defesa da liberdade! A liberdade das corporações ferrarem a livre concorrência!
    .
    O liberalismo econômico fica cada dia mais popular, o que é bom. Contudo, vemos pessoas desavisadas confundirem o conceito de “livre mercado” com “vale tudo”, o que não é o caso: a teoria pressupõe uma série de princípios que devem ser cobrados dos atores, sem o que teremos anomalias como dumping, monopólio, protecionismo, propaganda enganosa, colusão, burocracia, enfim.
    .
    Há que se ter um marco estabelecendo as regras do jogo sob pena dos atores ficarem sem segurança jurídica. E se há regras, deve haver um árbitro.
    .
    Imagine a Netflix tendo de pagar a provedores para manter velocidade: repassará os custos a quem? E a surpresa de saber que seu plano de dados não suporta o Spotfy?

  4. Para os estão defendendo o fim da NN: A internet é o último bastião da liberdade de expressão. Todas as notícias sobre os candidatos de uma eleição poderão ser filtradas e controladas sem a NN. Robôs inteligentes vão controlar o que você vê e lê. Todos os regimes opressivos abominam a NN: Irã, China, .. e controlam o conteúdo que seus cidadãos acessam na internet. Imagine você querendo ler um artigo no Antagonista e ter que esperar meia hora, mas os artigos do Brasil247 abrindo rapidinho (isto teria acontecido no Brasil se não tivesse NN aqui, com a OI na mão do Lula). Ou você querendo comprar uma TV online e tendo que esperar horas para as páginas carregarem, porque só a página da Loja X, onde a TV custa 20% mais caro, abre rápido, pois a Loja X paga por fora para a operadora! Entendeu??

  5. Mais uma visão distópica do fim da NN nos EUA. Ahh , esqueci, os bolsotontos não sabem ler inglês. Mas para que sabe vai abaixo:

    https://www.washingtonpost.com/news/the-switch/wp/2017/12/13/net-neutrality-keeps-the-web-from-running-like-an-airport-security-line-and-it-might-go-away

  6. Para quem ainda defende o fim da NN, leiam com atenção. Uma visão distópico da internet em um país que não tem neutralidade, a China.

    https://www.nytimes.com/2017/12/14/opinion/net-neutrality-china-internet.html

  7. O pessoal tá achando que NN é só garantir velocidade igual para todo mundo. Alguns argumentam até que NN na prática não existe mais no Brasil. Ou é perfil falso bancado por alguma operadora ou é muita falta de noção mesmo!! Gente, com fim da NN vão fatiar a internet inteira. Vocês vão ter que comprar pacote para tudo. Quer ver YouTube, só no pacote XYZ que custa $35 reais. Mas se quiser ver o canal do vlogger da hora tem que assinar o XYZ Premium, que custa $65. Ahhh .. mas você só vê YouTube de vez em quando, … então vai na casa do vizinho que tem. Quer internet banking, mais $15. Quer jornais, mais $45. Quer Netflix, mais $15. Quer música, mais $25. Quer Antagonista .. ahhh não tem porque o dono da operadora mandou bloquear eles.

    1. Então me explique por que no mundo inteiro estão usando essa nova lei de neutralidade da rede para proibir serviços gratuitos prestados por operadoras! Isso que escreveu não faz o menor sentido.

    1. É só pagar pela velocidade mais adequada ao seu conteúdo de streaming. Almoço grátis nunca existiu. Aliás, o Youtube por exemplo faz traffic shapping há muito tempo e prioriza seus patrocinadores.

  8. Essa é a diferença entre país de primeiro mundo e o Brasil. Enquanto lá ainda existe quem lute pela liberdade e pelo mercado, aqui estamos na mão de socialistas. E presos com essa porcaria estatal que é esse Marco Civil, muito provavelmente para sempre.

    1. De onde você tirou tanta asneira? Por acaso tua internet é de graça? A minha não é, portanto não vejo nada de socialismo ou comunismo no meu plano. Aliás, além de ser cobrada ela é cobrada de acordo com a QUANTIDADE que eu consumo, portanto muito longe de qualquer conceito de igualdade. Uma internet sem neutralidade num mundo dominado por robôs inteligentes é tudo que um defensor da liberdade de mercado NÃO quer, pense ….

  9. Nem dentro do tráfego das redes sociais há neutralidade da rede. Os perfis com mais seguidores sempre tiveram mais largura de banda pois demandam por isso. Enfim, vai tarde essa mentira chamada Network Neutrality.

  10. Gente, quanta abobrinha nestes comentários. Pessoal defendendo o fim da neutralidade sem a menor noção do que significa. Quero ver quando começarem a vender plano de acesso igual vendem TV a cabo, em pacotes, se os que apoiam o fim da neutralidade vão gostar. Sem contar que conteúdos inteiros podem ser simplesmente bloqueados, sem nenhuma punição. Tráfic shaping é só um detalhe menor neste assunto. Sem neutralidade a internet vai virar uma mega SKY.

    1. Não minha linda, no Brasil não existe. Você não tem noção do que são os pacotes que estou falando, são pacotes como os de TV por assinatura, baseado no conteúdo. Seu provedor ao invés de vender os planos por velocidade ou capacidade, vai vender pacotes de conteúdo. Por exemplo, pacote “streaming” incluindo Netflix e XYZ Filmes, Pacote Musica incluindo Spotify e XYZ Musicas, e por ai vai. Ai se você quiser consumir filmes da estreante ABC Filmes não vai ter jeito, pois não está em nenhum pacote, entendeu? Igual funciona na TV por assinatura. Isto é internet sem neutralidade. E sobre o atualize-se .. não precisa, eu trabalho em uma empresa que detém o 2o maior tráfico da internet do Brasil, deste assunto eu entendo.

    2. Blá blá blá. O internet existe faz tempo e isso nunca aconteceu. Ainda bem que surgiu o Obama com essa mentira da tal neutralidade de rede para nos salvar de um inimigo inexistente.

  11. NN era apenas uma mentira anti-mercado. Era o mesmo que exigir que todo mundo andasse de Ferrari. Desde o mais pobre ao mais rico. NN nunca existiu realmente. Grandes serviços de internet como Youtube, FB, Google e outros sempre tiveram prioridade no tráfego da rede pois logicamente o volume de dados é infinitamente maior.

  12. Calma. Na próxima administração, isso já será alterado. Como disse uma das votantes sobre o assunto: “estamos alterando a norma que já tem os dias contados para morrer. Se isso não for derrubado na justiça ou no congresso, com certeza será na próxima administração.”

  13. Neutralidade da rede era um conceito muito utópico que praticamente nunca existiu. Imagina prover a mesma velocidade para todo e qualquer usuário e serviço na internet. Mais utópico que o comunismo. Em a realidade nunca existiu, agora é oficial o seu fim.

    1. Os serviços são ruins no Brasil por culpa do governo. Alta carga tributária sem repasse em benesses ao povo e burocracia. Sem tergiversação, por favor.

  14. Essa impossibilidade de entrega de conteúdo com velocidades diferentes é a causa raiz das falhas de troca de dados de audio e video via internet. Streaming de audio e video, conversas via rede e medicina remota têm todos particularidades que não cabem nessas legislações, mesmo porque a dinâmica das mudanças tecnológicas é MUITO maior que as alterações em legislações.

    Enfim, as legislações são um estorvo tremendo no mundo da tecnologia.

  15. Network neutrality há tempos era tipo a proibição da maconha no Brasil, só existia no papel. Na prática, as empresas que controlam a internet já faziam diferenciação de velocidades em todos os níveis de protocolos da internet.

  16. O fim da neutralidade da rede vai equilibrar um pouco às forças. Com ela, todo o custo é passado aos ISP (provedores de acesso), e inevitavelmente repassado aos consumidores. Sabe quem ganha, e MUITO, com a Net Neutrality? Google, Amazon, Facebook, Netflix, Ebay, Twitter, Spotify, etc, ou seja, as mega internet companies. Aliás, até 2015 nem tinha NN… Tinha algum problema?

    1. sim, com toda certeza. Não sei porque tem opnioes aqui de pânico ou de aprovação. Pessoal desse site é muito lambe botas dos USA. Elogiam agora. Depois que a corte derrubar, vão elogiar novamente, ou seja, pessoal mal lê a noticia.

    2. Se depender da suprema corte do brasil (em minúsculo mesmo!), aprovariam qualquer coisa que prejudique ou que taxe o povo! E ainda levariam nossos micros embora de bônus!

  17. Network neutrality só existia no papel mesmo. Na prática, os provedores já priorizavam clientes e diferenciavam larguras de banda. Há quanto tempo você abre um blog ou serviço na internet em um velocidade diferente de grandes serviços como Facebook, Google. Até pq os gigantes da internet tb são donos de backbones, as espinhas dorsais da internet.

  18. Como o meu pacote de internet da VIVO é antigo e baixo custo, a qualidade É PÉSSIMA, mesmo antes de ultrapassar o limite contratado, NÃO CONSIGO VER UM FILME, FICA TUDO DESFOCADO.
    Paiseco de 5ª categoria.
    Sugam o cidadão e qualquer SERVIÇO É PÉSSIMO.

    1. Você definitivamente é um troll ou um robô para postar algo tão absurdo. Como assim não se pode cobrar por algo melhor? Quer dizer que as pessoas não estariam interessadas 3m pagar por mais VELOCIDADE, mais BANDA, menos LATÊNCIA… óbvio que estariam. Tanto que PAGAM mais caro por planos mais rápidos, internet via fibra, etc…