Facebook recebeu mais de R$ 10 milhões por posts patrocinados de candidatos

Os anúncios online, liberados pela primeira vez na eleição de 2018, respondem por 1,6% (R$ 17 milhões) de gastos (pouco mais de R$ 1 bilhão) declarados pelos candidatos na primeira parte da campanha eleitoral, registra o G1 com base em dados do TSE.

“Entre 29 mil postulantes a algum cargo, 2.109 fizeram uso desses tipo de propaganda.

(…) O Facebook recebeu ao menos R$ 10,7 milhões, ou 60% do total pago por anúncios online. A empresa também é dona do Instagram.

Segundo as informações prestadas pelos candidatos ao TSE, a maior parte desse montante (R$ 6,8 milhões) foi paga por meio da Adyen do Brasil, empresa de pagamentos utilizada pela rede social. Outros R$ 3,9 milhões foram pagos diretamente ao Facebook Brasil.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 11 comentários
  1. é a semelhança por coincidência dos veículos de comunicação, tipo Globo, Folha, Jovem Pan , Estadão, Veja… como ser isento e não censurar oponentes , recebendo gordas quantias de seus anunci

  2. Chegou a hora: Vamos triplicar os votos para Bolsonaro. Você que apóia o MITO consiga três votos ou mais. Vamos elegê-lo no1º turno. Espalhe essa idéia. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos