Google é acusado de monitorar usuários ilegalmente

O Google é acusado, em um processo nos EUA, de monitorar ilegalmente milhões de usuários de smartphones iPhone e Android mesmo quando eles ajustam as configurações de privacidade para evitar isso, informa a agência Reuters.

De acordo com a acusação, o Google assegura que as pessoas não serão rastreadas se desligarem o recurso “histórico de localização” de seus celulares –mas, em vez disso, viola a privacidade ao monitorar e armazenar os movimentos dos usuários.

“A afirmação do Google de que o usuário pode desligar o histórico de localização a qualquer momento simplesmente não é verdade”, afirma o processo, encaminhado a um tribunal federal de San Francisco.

A empresa não comentou o caso.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler comentários
  1. Ricardo disse:

    Somos todos uns idiotas. Google, Face, Whats e qualquer outra rede social, estão ligados diretamente ao governo americano. Ou a NSA serve para quê ?

  2. Paulo disse:

    Na internet, a única garantia é a diluição na multidão, sendo você um cidadão comum. Se for político ou alguma celebridade, corre até o risco de entregarem um dossiê para te chantagearem.

  3. Robert disse:

    Aos "geeks" do pedaço: tentem desativar o serviço chamado "GoogleLocationService" em seus telefones. Ele é reativado sozinho.

  4. PESQUISAS SELETIVAS PÉSSIMAS disse:

    O google está conduzindo nossas pesquisas para onde lhes interessa. Acabou a isenção.

  5. Por aqui é pior. disse:

    No notebook não consigo impedir que o Google me rastreie, no smarthfone os únicos sites sugeridos pelo Google são: 247, Esmael, Carta Capital sem nunca ter entrado em nenhum deles, e UOL raras vzs.

    1. Verdade! Por mais que você se livre desse feed (orento) leftista, o google sempre volta a sugerir a esgotosfera da internet para nos 'informar'. É, essas empresas de tecnologia se tornaram monstros.

  6. estado mínimo disse:

    Hora de se iniciar apoiar um processo judicial global contra o google pedindo indenização em massa... quebrar o google é um objetivo nobre para todos aqueles que acreditam em liberdade.

    1. Cada qual movendo ações individuais com advogados diferentes cada um com o seu próprio advogado na demanda. Assim para o Google, fakebook, etc. (nada de uma ação coletiva, tem que ser várias ações).

  7. Pronto, falei! disse:

    Experimenta procurar no site de buscas o assunto "onu sardenberg". Só aparecem matérias de sites vermelhos esculachando o jornalista. Se colocar "análise onu sardenberg" aparece o link, bem tímido.

  8. Por isto prefiro ROMs customizadas e abertas. disse:

    Só otários acreditam em empresas que obrigam o usuário a fazer uma "conta" para poder usar o sistema e acham que não serão monitorados. O maior espião que existe mora no seu bolso e se chama CELULAR.

  9. Isso é normal? Ilegal? ou Engorda? disse:

    Não sou um especialista em tecnologia, mas percebi que quando se faz uma busca na internet, sobre eleições, a tela fica cheia de endereços de sites da esquerda. Escondem até informações do G1.

    1. Isso que você esta se referindo dever ser flood de busca. Só aparece aquilo/algo que você não está procurando. Pede abacaxi mas vem abacate e ainda querem que a pessoa "se contenta" com o "abacate".

  10. Vinícius disse:

    E tem fdp que acha que não existe coisas referentes a um governo mundial.

    1. estou farta de receber mil anuncios comerciais sempre que acesso um dos aplicativos Google....expandem-se em dezenas de comerciais...BASTA