Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

iFood hackeado?

Nomes de lojas foram alterados por funcionário terceirizado e atingiu "aproximadamente 6% dos estabelecimentos na plataforma"
iFood hackeado?
Reprodução

Na noite de ontem, quem acessou o iFood se surpreendeu com a troca de nomes dos estabelecimentos e problemas em encomendar uma refeição. “Lula ladrão, Bolsonaro 2022, Marielle de Franco, Petista comunista” foram alguns dos nomes encontrados.

No perfil oficial do Twitter, a empresa informou que agiu prontamente para que dados de clientes, restaurantes e entregadores fossem preservados. Uma investigação preliminar apontou que não houve um ataque cibernético, mas um acesso indevido de “um operador de atendimento terceirizado”.

“Essa situação ocorreu com aproximadamente 6% dos estabelecimentos na plataforma”, disse.

A empresa não revelou a identidade do sabotador, mas garantiu que não houve vazamento de dados sobre pagamentos dos usuários.

O caso ocorre dias depois de o iFood suspender patrocínio do Flow Podcast, após comentários do apresentador Bruno Aiub, conhecido como Monark, interpretados como relativização do racismo.

WhatsApp Image 2021 11 03 at 07.41.42

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....