ACESSE

Partido Novo pede ao TSE que juízes eleitorais tenham poder de polícia contra 'fake news'

Telegram

O Partido Novo enviou um pedido de esclarecimentos ao TSE sobre que medidas têm sido tomadas para impedir ataques de fake news nas redes sociais.

Segundo a legenda, João Amoêdo e outros candidatos “vêm sofrendo ataques com a divulgação de informações falas e ofensivas de forma pulverizada, com o intuito deliberado de falsear a vontade do eleitor”.

No documento encaminhado à presidente do TSE, Rosa Weber, o partido aponta “a ineficiência do combate judicial individual (que exige a quebra de sigilo telefônico e a identificação da URL de cada postagem) diante da velocidade da informação que circula na internet e requer a possibilidade de que os juízes eleitorais tenham ‘poder de polícia administrativa’, conforme preveem o artigo 35 incisos IV, V e XVII; o artigo 129; e o artigo 242, parágrafo único, do Código Eleitoral”.

Comentários

  • Marco -

    Se tem uma pessoa que eu J-A-M-A-I-S votaria, essa pessoa chama-se João isentão detergente neutro Pamonheba, o Geraldo Alckmin com grife

  • Silvana -

    A bandidagem que nao quer largar o osso, com medo de um adversário que é serio, ético e que vem crescendo, ja comecou a incomodar, daí começam os ataques baixo nível! O Brasil precisa de gente séria!

  • RENATO -

    Fake news nao ajuda a candidatura limpa do Bolsonaro, do Alvaro Dias, do Almoedo. Só a esquerdalha e o Chuchu ganham com isso. O problema é quem vai julgar isso e com qual intençao

Ler 82 comentários