A “islamofobia” versão UOL, uma graça de portal

O UOL é uma graça de portal. Abriu uma manchete colossal dizendo que, segundo o Observatório contra a Islamofobia do Conselho Francês de Culto Muçulmano, “mais de 50 atos antimuçulmanos” foram registrados na França desde os atentados. A conta é de 21 “disparos, lançamentos de granadas etc.” (adoramos o etcetera, que poderia incluir mísseis nucleares, imaginamos) e 33 ameaças — “cartas, insultos” e novamente “etc.”.
Bem, para ser direto ao ponto, é conta de exagerado. Ou a imprensa francesa e internacional anda escondendo a verdade do distinto público. Ocorreram, até o momento, três ataques sem vítimas (nem por isso aceitáveis, evidentemente) e uma dezena de provocações. Quanto a ameaças, isso o UOL não noticiou, depois da morte dos Irmãos Kouachi e de Amedy Coulibaly, a Prefecture de Police de Paris recebeu CENTENAS de telefonemas de gente que insultava as autoridades e prometia vingança. Hoje, em Nice, um sujeito foi preso porque passou por policiais, abriu a janela do carro e gritou “Sou 100% Kouachi”, mostrando o dedo daquele jeito.
Levando-se em conta que 17 pessoas morreram nos atentados dos terroristas islâmicos, e que poderia ter ocorrido um massacre de crianças numa escola judaica, o saldo para os muçulmanos é bastante favorável, convenhamos, se é para fazer esse tipo de conta.
O UOL é uma graça de portal.

Faça o primeiro comentário