A marcha naval de Evo Morales

O Antagonista pede desculpas. Atarefado com outras questões, certamente menos relevantes, deixou de registrar um fato que pode ter consequências monumentais para o futuro da humanidade. Evo Morales, em sua cerimônia de posse, prometeu que a Bolívia conquistará um acesso ao mar. Nossos leitores talvez não saibam, mas a Bolívia, apesar de não ter mar, tem uma marcha naval. E ela foi entoada, ontem, por todos os parlamentares da base de Evo Morales:

“Levantemos nuestra voz / Por nuestro Litoral / Que pronto tendrá Bolivia / Otra vez, su mar, su mar”. 

A marcha naval, composta pelo patriota Gastón Velasco, conclama os bolivianos a recuperar o território perdido para o Chile na Guerra do Pacífico, em 1879: 

“Antofagasta, tierra hermosa / Tocopilla, Mejillones, junto al mar / Con Cobija y Calama, otra vez / A Bolivia volverán”. 

Evo Morales já avisou que, caso se recuse a restituir um acesso ao mar à Bolívia, o Chile será esmagado por seus Ponchos Rojos com suas letais zarabatanas.

¡Adelante bolivianos! Marchemos hacia el mar

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200