Aécio e Kátia pedem mais vacinas à OMS

Aécio e Kátia pedem mais vacinas à OMS
Reprodução/OMS/YouTube

Aécio Neves e Kátia Abreu, que comandam as comissões de Relações Exteriores do Congresso, pediram mais vacinas para o Brasil a Tedros Adhanom, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde.

Numa reunião por videoconferência, eles tentaram convencer Tedros a garantir uma fatia maior para o país das doses do consórcio Covax Facility, gerido pela OMS. A previsão é que o Brasil receba 42 milhões de doses da OMS.

Alertaram para o risco de difusão do vírus para outros países e para a gravidade da epidemia no Brasil. Tedros ficou de levar o pedido ao grupo que decide a divisão das vacinas entre os países membros do consórcio.

Disse, no entanto, que o Brasil deve trabalhar por autonomia na produção local do imunizante, sem necessidade de importação de insumos.

E defendeu reforço nas medidas de prevenção: uso de máscaras, higienização das mãos, distanciamento social, ventilação de ambientes e lockdown em locais de pico.

Depois, pediu aos parlamentares apoio à OMC para a quebra de patentes. “Se este momento não for motivo para quebra de patente, quando será?”, disse.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO