Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Apagão das redes sociais: as explicações, as teorias conspiratórias e o impacto

O Facebook informou nesta terça-feira que o fato ocorreu devido a "alterações de configuração" na sua rede; o problema afetou 3,5 bilhões de usuários
Apagão das redes sociais: as explicações, as teorias conspiratórias e o impacto
Foto: Apec/Peru

O Facebook afirmou nesta terça-feira, 5, que o apagão de seis horas que derrubou a rede social, o WhatsApp e o Instagram ocorreu devido a alterações de configuração na sua rede, diz a Crusoé. O problema interrompeu o fluxo de dados entre os datacenters e gerou um “efeito cascada”, afetando 3,5 bilhões de usuários.

“O último grande apagão do Facebook havia ocorrido em 2019. Um problema técnico deixou os sites da empresa fora do ar por 24 horas. Desta vez, diversas teorias conspiratórias foram ventiladas na internet sobre o apagão tecnológico. Uma delas, logo refutada, foi a de que se tratava de um ataque hacker vindo da China. Seguidores do movimento Qanon, de extrema-direita, espalharam que a interrupção seria para desviar a atenção do depoimento de Frances Haugen, uma ex-funcionária do Facebook.”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
TOPO