Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Apoio a Kristalina Georgieva afeta credibilidade dos dados do FMI sobre a China

A diretora-geral do fundo foi acusada de ter cedido às pressões dos chineses para o país obter uma melhor colocação no ranking Doing Business em 2018
Apoio a Kristalina Georgieva afeta credibilidade dos dados do FMI sobre a China
Foto: FMI

O Fundo Monetário Internacional, FMI, divulgou nesta segunda, 11, uma nota de apoio à diretora-geral Kristalina Georgieva (foto), diz a Crusoé. Em setembro, ela foi acusada de ter cedido às pressões da China para o país obter uma melhor colocação no ranking Doing Business, de 2018. Nessa época, Georgieva era diretora-geral do Banco Mundial.

“Em sua nota oficial, o FMI afirmou ter realizado oito reuniões para tratar do assunto […]. Apesar de Georgieva ter se mantido no cargo, a credibilidade do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial foram afetadas. Suspeitas sobre interferências políticas em relatórios e estatísticas — especialmente em assuntos relacionados à China — deverão ficar mais frequentes.”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
TOPO