Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Argentina congela preços de mais de mil produtos por 90 dias

A medida foi tomada pelo governo Alberto Fernández na tentativa de controlar a inflação; empresas deverão enviar tabelas com os valores até 1º de outubro
Argentina congela preços de mais de mil produtos por 90 dias
Foto: Presidência da Argentina, Divulgação

Na tentativa de controlar a inflação, a Argentina, governada por Alberto Fernández, decidiu congelar preços de 1.245 produtos de consumo em massa por 90 dias, diz o jornal Clarín.

O secretário de Comércio, Roberto Feletti, pediu que as empresas enviem as tabelas de preços até primeiro de outubro. Os valores não sofrerão alterações até 7 de janeiro.

O medida foi anunciada pelo secretário a 40 empresários na manhã desta quinta (14) e antecede a divulgação da inflação de setembro na Argentina. Segundo o Clarín, a estimativa é que o resultado fique acima de 3%, após uma queda de 2,5% em agosto.

A alta no preço dos alimentos básicos voltou a gerar preocupação na Argentina após o ministro da Economia, Martín Guzmán, insistir por meses que a inflação iria cair após o pico alcançado em março (4,6%).

Mais notícias
TOPO