Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Artistas cubanos boicotam Bienal de Havana após prisões políticas

Evento começa em 21 de novembro; em nota, participantes do boicote denunciam detenção de opositores desde os protestos de 11 de julho contra a ditadura
Artistas cubanos boicotam Bienal de Havana após prisões políticas
Foto: Divulgação

Artistas cubanos decidiram boicotar a próxima edição da Bienal de Havana (foto), exposição de artes visuais que começa em 21 de novembro, em protesto contra as prisões de opositores da ditadura de Cuba.

Segundo O Globo, a nota em defesa do boicote foi divulgada nas redes sociais e assinada por nomes importantes das artes cubanas, como a performer Tania Bruguera, a crítica e curadora Coco Fusco e Marcos Castillo, do coletivo Los Carpinteros.

Centenas de cubanos, incluindo artistas e intelectuais, permanecem presos desde os protestos contra a ditadura realizados no último dia 11 de julho.

“Dizemos não à participação na Bienal de Havana pelas injustiças cometidas pelo governo cubano contra os profissionais das artes cubanos e contra os cidadãos cubanos que buscam exercer seus direitos constitucionais”, afirma a nota.

“Dizemos não à Bienal de Havana porque os artistas cubanos estão há meses na prisão, porque dezenas de profissionais das artes estão em prisão domiciliar, porque mais de mil de nossos concidadãos foram presos durante os protestos em massa ocorridos em 11 de julho”, acrescenta o comunicado dos artistas.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO