Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Assassino de Robert Kennedy pode obter liberdade condicional nos EUA

Preso há 53 anos, Sirhan Sirhan teve libertação recomendada por comissão da Califórnia; medida passará por revisão e terá de ser aprovada por governador
Assassino de Robert Kennedy pode obter liberdade condicional nos EUA
Foto: Reprodução, ABC News

Preso há 53 anos após ter confessado o assassinato do senador americano Robert Kennedy, o palestino Sirhan Sirhan, 77, obteve sinal verde da Comissão de Liberdade Condicional do estado da Califórnia para obter liberdade condicional, informa a imprensa dos EUA.

Divulgada nesta sexta-feira (27), a recomendação ainda tem de ser revisada por uma equipe maior da própria comissão, o que deve levar 90 dias, e chancelada pelo governador da Califórnia, Gavin Newsom, democrata que está na reta final do mandato e busca a reeleição.

Robert, irmão mais novo de John Kennedy —assassinado em 1963, quando ocupava a Presidência—, foi morto com três tiros na cabeça por Sirhan pouco após vencer as primárias democratas na Califórnia, em junho de 1968, quando tinha 42 anos. Com sua ausência na eleição, o vencedor foi o republicano Richard Nixon.

Sirhan chegou a ser condenado à morte em 1969, mas sua defesa recorreu e a pena foi transformada em prisão perpétua.

Na audiência virtual em que a liberdade condicional foi recomendada, o palestino voltou a assumir a responsabilidade pelo crime.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO