Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Biden assina decreto para divulgar documentos confidenciais do 11 de Setembro

Presidente ordena revisão e divulgação de papéis sigilosos em seis meses; ataques terroristas que mataram quase 3.000 nos EUA completam 20 anos neste mês
Biden assina decreto para divulgar documentos confidenciais do 11 de Setembro
Reprodução/Casa Branca/YouTube

Joe Biden assinou nesta sexta-feira (3) um decreto ordenando revisão, retirada do caráter confidencial e divulgação de documentos sigilosos do governo dos EUA relacionados aos ataques de 11 de Setembro, informa o Washington Post.

O presidente americano disse estar cumprindo uma promessa de campanha, na qual jurou, se eleito, instruir o procurador-geral dos EUA a “examinar pessoalmente o mérito de todos os casos” em que o governo invocou o sigilo.

O decreto instrui o Departamento de Justiça e outras agências do governo a supervisionar a revisão dos documentos e determina que eles sejam liberados nos próximos seis meses, acrescentou Biden.

No mês passado, famílias de centenas de vítimas do 11 de Setembro disseram ao presidente que ele não seria bem-vindo nos eventos que marcarão os 20 anos do atentado, a menos que divulgasse de antemão supostas evidências do governo que ligariam a Arábia Saudita ao ataque.

Os quatro atentados coordenados pela rede terrorista Al-Qaeda em 11 de setembro de 2001 derrubaram as torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York, e mataram ao todo 2.996 pessoas.

Mais notícias
TOPO