Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bilionário chinês é condenado a 18 anos em julgamento secreto

Após críticas a surto de febre suína, magnata foi acusado de "obstruir a administração governamental" e "convocar multidões para atacar órgãos do governo"
Bilionário chinês é condenado a 18 anos em julgamento secreto
Divulgação

O bilionário do agronegócio chinês Sun Dawu foi condenado a 18 anos de prisão sob acusação de “obstruir a administração governamental” e “convocar multidões para atacar órgãos do governo”. O tribunal de Gaobeidian, localidade próxima a Pequim, também considerou o magnata culpado de “exploração ilegal de minério” e “ocupação ilegal de terras agrícolas”.

Dawu estava em litígio com o próprio governo por causa das áreas e já havia entrado na mira do PCCh por fazer críticas públicas a autoridades, após um surto de febre suína que dizimou boa parte do rebanho chinês.

Além do empresário, foram condenados 19 executivos de sua empresa e familiares — eles receberam sentenças que variam de 15 meses a 12 anos de detenção –, incluindo esposa e dois filhos. O grupo Dawu Agricultural foi obrigado também a pagar uma multa de US$ 480.000.

O julgamento começou na quinta-feira passada, segundo seus advogados. Em um comunicado, eles denunciaram que sua realização em segredo “viola as diretrizes gerais e não garante os direitos de defesa do acusado”.

Em abril, o bilionário Jack Ma, fundador do Alibaba, foi condenado por monopólio e obrigado a pagar US$ 2,78 bilhões. O empresário, que criticou os órgãos reguladores chineses, ficou desaparecido por três meses.

 

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO