Brasil nega impor sanções à ditadura de Maduro

Apesar dos repetidos pedidos da oposição venezuelana por um maior endurecimento do Brasil com a ditadura de Nicolás Maduro, o Brasil não vai impor sanções à Venezuela, registra a Folha.

Aloysio Nunes Ferreira, o chanceler brasileiro, reuniu-se com líderes oposicionistas hoje e disse que o Brasil vai se empenhar para punir venezuelanos que pratiquem atos ilegais dentro do território brasileiro.

O ex-prefeito de Caracas Antonio Ledezma, hoje exilado, voltou a pedir que o Brasil aplique sanções contra pessoas ligadas à ditadura de Maduro, como os EUA e a União Europeia já fizeram.

Aloysio repetiu que o Brasil não aplica sanções unilaterais, só “dentro de organismos multilaterais”.

A dívida do Brasil com as vítimas da ditadura venezuelana –que o petismo apoiou enquanto foi governo e apoia ainda hoje– parece difícil de saldar.

Comentários

  • Fernando -

    O antagonista perdeu completamente a Vergonha e Senso do Ridículo : - apóia intensa e ostensivamente a Quadrilha de Ladrões e Corruptos do psdb paulista, QUE SEMPRE ESTIVERAM AO LADO DO lulopetismo NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS ; e vem posar de bom samaritano , preocupado com oposição Venezuelana.... Antagonista VTC !!!

  • Mário -

    Aloysio Nunes Ferreira não foge às origens esquerdistas. Uma lástima! Quantos milhares a mais de venezuelanos serão necessários morrer para tirar estes bandidos do poder?

  • loucura -

    Com este presidente morno que temos, o Brasil nada pode fazer e em tudo ele é contra, fechar a divisa com a Venezuela, não endurecer contra a Síria, enfim, estamos numa maré e a mercê deste vampiro de mão torcida para fora, não sabe o que quer para o país, mas sabe o que quer para ele continuar tendo foro privilegiado, por isto fala em se candidatar a presidência novamente.

Ler 73 comentários