Brexit familiar

O Reino Unido cortou definitivamente seus laços com a União Europeia ontem à noite,  encerrando 48 anos de conturbado relacionamento.

“O destino deste grande país está agora firmemente em nossas mãos”, disse Boris Johnson.

Também ontem, Stanley Johnson, pai do primeiro-ministro britânico e ex-parlamentar, anunciou que solicitará cidadania francesa para manter seus laços com a União Europeia.

Ele votou contra a separação no referendo de 2016.

“Se bem entendi, sou francês. Minha mãe nasceu na França, sua mãe era totalmente francesa, assim como seu avô. Então, para mim trata-se de recuperar o que já tenho. E isso me deixa muito feliz”, disse Stanley, de 80 anos.

“Serei sempre um europeu, com certeza. Não se pode dizer ao povo britânico: ‘vocês não são europeus’. Ter um vínculo com a União Europeia é importante.”

 

Leia mais: Não deixe de ler a edição especial da Crusoé, a revista que fiscaliza TODOS os poderes.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários
TOPO