ACESSE

Chanceler defende que transição na Venezuela não 'espere demais'

Telegram

Em visita a Washington, Ernesto Araújo afirmou que “há muita expectativa” para as manifestações do 1º de Maio na Venezuela para 1º de Maio, relata Beatriz Bulla, do Estadão.

O chanceler brasileiro defendeu que não se “espere demais” para a transição de governo no país vizinho. “A situação continua, a meu ver, avançando rumo à deslegitimação de (Nicolás) Maduro”, afirmou.

Na terceira viagem à capital dos EUA em quatro meses de governo Bolsonaro, Araújo se reuniu com Mike Pompeo, o secretário de Estado, e com John Bolton, assessor de Segurança Nacional de Donald Trump.

Bolton e Pompeo são os dois maiores expoentes da linha-dura adotada pela Casa Branca contra a ditadura de Maduro.

Comentários

  • Paulo -

    O genocida fechou todas as portas para uma solução pacifica. Quem que não morre em hospitais ou em casa por falta de alimentos, morre na bala disparada pelas milicias. Isso justifica uma intervenção.

  • Paulo -

    Os EUA são inteligentes eles não vão entrar nessa roubado, pois do outro lado está a Rússia aí é briga de gente grande o Brasil tem um exército mixuruca, não aguenta 1 hora de combate com a R

  • Don -

    Esse lacaio foi lá ouvir o que o patrão tem a dizer!

Ler 30 comentários