Chanceler troca reunião sobre Venezuela por evento de religião com Trump

Em Nova York, Ernesto Araújo trocou uma reunião sobre a crise na Venezuela por um debate sobre liberdade religiosa com a presença de Donald Trump, informa o Estadão.

Ambos os encontros acontecem na sede da ONU. A agenda do chanceler brasileiro previa sua participação na reunião do Grupo de Lima, com os países que tentam aumentar a pressão sobre a ditadura de Nicolás Maduro.

Depois de iniciada essa reunião, a assessoria do Itamaraty informou que Araújo não estava no local, mas sim numa sala de conferências em frente, onde ocorria um debate sobre proteção à liberdade religiosa com a participação de Trump e de seu vice, Mike Pence.

A estreia de Ana Paula Henkel como colunista da Crusoé. Leia mais

O Brasil foi representado na discussão sobre a Venezuela por Pedro Miguel da Costa e Silva, secretário de negociações nas Américas.

Comentários

  • Giusti -

    Faz tdo o sentido. A perseguição religiosa mata 100 mil cristãos/ano. Fora outras religiões. É bem mais do q o Maduro está matando na Venezuela, embora a situação por lá seja mesmo muito tris

  • Marcos -

    É isso aí. Discutir o quê sobre a Venezuela? Todo mundo já sabe o que precisa acontecer lá.

  • Wilton -

    Hipocrisia Antas, não entendo o motivo de 0diarem tanto a religião, vejo sempre seus comentários depreciativos quando o assunto é o cristianismo! E não sou religioso, mas respeito quem o é!

Ler 46 comentários