ACESSE

Chile endurece lockdown em Santiago

Telegram

O governo do Chile anunciou nesta quarta-feira um endurecimento do lockdown na capital Santiago, em meio ao aumento do número de infecções pelo novo coronavírus e de mortes por Covid-19.

A partir de agora, os moradores de Santiago poderão sair de suas casas apenas duas vezes por semana. Até então, eram concedidas cinco licenças semanais para as pessoas irem às ruas.

“Foi tomada a decisão de restringir o máximo de licenças possível. Ou seja, as pessoas só poderão sair duas vezes por semana para executar procedimentos essenciais e excepcionais”, disse a subsecretária do Interior, Katherine Martorell.

Nas últimas 24 horas, segundo o Ministério da Saúde chileno, foram contabilizadas 232 mortes, elevando o total para 3.615. O país registra mais de 184 mil casos da doença.

Ontem, como noticiamos, as autoridades sanitárias do Chile informaram que o governo adicionará mais de 31 mil casos de Covid-19 que não haviam sido contabilizados nos dados oficiais.

Segundo dados do governo de Sebastián Piñera, mais da metade dos 18 milhões de chilenos está em quarentena. O estado de emergência decretado pelo presidente em março foi prorrogado.

Em maio, Piñera já havia anunciado o endurecimento do lockdown em várias regiões do país.

Leia mais: Sergio Moro estreia como colunista exclusivo da 'Crusoé'. Clique e saiba mais

Comentários

  • Lilia -

    Que diferença daqui! Lá a vida tem o valor merecido e o presidente respeita o povo. Bolsonaro bem que podia tomar lições de humanismo com o líder chileno.

  • Rogerio -

    Comunista, tirando o direito das pessoas de ir e vir!!!

  • Isaac -

    Do uruguai não falam? Pilantras

Ler 6 comentários