China reage a avião militar em Taiwan com exercício de invasão perto da ilha

Chineses não gostaram da visita de senadores americanos e do envio de um cargueiro com vacinas contra a Covid
China reage a avião militar em Taiwan com exercício de invasão perto da ilha
Foto: Reprodução/redes sociais

Em resposta à primeira visita de um avião militar americano a Taiwan desde 1999, a China fez um exercício de invasão próximo à ilha.

Segundo as autoridades, o treinamento desta terça-feira (8) incluiu o desembarque de blindados em uma área ao sul de Fujian.

No início da semana, os Estados Unidos enviaram 750 mil doses de vacinas contra a Covid para Taiwan. A delegação americana, que contou com a presença de senadores, chegou ao Aeroporto Songshan de Taiwan em um cargueiro C-17, principal instrumento de aeromobilidade militar do país, o que incomodou os chineses.

As tensões entre Pequim e Taipei aumentaram durante o governo Donald Trump. Sob a gestão do republicano, os Estados Unidos se aproximaram do governo da ilha, venderam-lhe armas e enviaram funcionários para visitas pela primeira vez desde que estabeleceu laços com a China, em 1979.

Além disso, foi estabelecida uma relação político-militar próxima, na qual os americanos se comprometem a defender Taiwan de uma possível invasão, o que a China diz não descartar.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO