Coletes suicidas

Durante a coletiva deste sábado, François Molins acrescentou detalhes à cronologia dos ataques já divulgada mais cedo pelo Le Monde. Por essa narrativa, os coletes suicidas – detonados por seis dos sete terroristas – foram responsáveis por uma única vítima das 129 conhecidas até o momento. As outras 128 foram vitimadas pelo armamento pesado do Estado Islâmico.

21h20
Morre a primeira vítima próximo ao estádio onde França e Alemanha jogavam. O corpo de um dos terroristas foi encontrado usando um colete suicida.

21h25
Quinze pessoas morrem e dez ficam feridas no bar Le Carillon e no restaurante Le Petit Cambodge. Terroristas armados foram vistos chegando em um Seat preto.

21h30
Ocorre a segunda explosão nos arredores do estádio. Mais um terrorista foi encontrado morto com um colete suicida.

21h32
O mesmo Seat preto se aproxima do bar La Bonne Biere. Dele, sai um terrorista que mata cinco pessoas e fere oito.

21h36
Mais um terrorista surge no Seat preto, usando o mesmo armamento, e mata 19 pessoas, deixando outras nove feridas no restaurante La Belle Equipe.

21h40
Um pessoa fica gravemente ferida quando um homem-bomba explode dentro do restaurante Voltaire.

21h40
Três homens armados chegam num Polo preto e invadem a casa de shows Bataclan, matando 89 pessoas e deixando um número de feridos não informado pelo procurador.

21h53
Ocorre uma terceira explosão no Stade de France. E um terceiro corpo de terrorista é encontrado usando coletes suicidas.

0h20
Dois terroristas detonam suas bombas no Bataclan. Um terceiro é morto pela polícia.

Faça o primeiro comentário