Colômbia proíbe contratos com a Odebrecht por dez anos

Um tribunal da Colômbia ordenou o pagamento de uma indenização de US$ 252 milhões pela Odebrecht e a inabilitou por dez anos para contratos com o Estado, informa a agência France Presse.

A decisão é de primeira instância –cabe recurso, portanto– e também se aplica aos sócios da empreiteira brasileira no país vizinho.

A sentença também suspende o contrato do projeto Ruta del Sol 2, a maior obra rodoviária da Colômbia. Investigações apontaram pagamento de propinas na licitação.

Até o general Hamilton Mourão já comentou a história do ex-motorista de Flávio Bolsonaro CONFIRA AGORA

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. adhemar disse:

    Já no Bostil se faz acordo de leniência...Ignomínia...

Ler comentários
  1. Giusti disse:

    E nem proclamar q o nosso STF é uma vergonha, como d fato é, podemos.

  2. VitorH disse:

    Estão nos ensinando como fazer justiça!

  3. patativa disse:

    O governo brasileiro bem que podia seguir o exemplo. A Odebrecht que se exploda!

  4. EugeniaPositivaBrasi disse:

    Isso não foi um tapa. Foi um soco, com soco-inglês na cara do Brasil. Que vergonhoso! Tenho vergonha de ser brasileiro, por tudo que "fazemos ou deixamos de fazer"...

  5. Deni disse:

    Isso aí é que é justiça...devolve tudo que roubou e fecha essa pocilga.