Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Comissão da Câmara dos EUA acusa Steve Bannon de desacato criminal

Ex-estrategista de Trump e ídolo da família Bolsonaro recusou-se a depor sobre ataque ao Capitólio em 6 de janeiro, que terminou com cinco mortos
Comissão da Câmara dos EUA acusa Steve Bannon de desacato criminal
Gage Skidmore/Wikimedia

comissão da Câmara dos EUA que investiga o ataque de 6 de janeiro ao Capitólio, sede do Congresso americano, aprovou formalmente um processo contra Steve Bannon, ex-estrategista e um dos aliados mais próximos de Donald Trump, por desacato criminal.

Alegando estar protegido por “privilégios executivos”, Bannon foi convocado a depor pela comissão na última quinta (14), mas se recusou a comparecer.

O deputado democrata Steny Hoyer, líder da maioria na Câmara, afirmou à CNN que o plenário da Casa votará a acusação de desacato nesta quinta, 21.

Caso ela seja aprovada, o processo será encaminhado ao Departamento de Justiça. Embora a possibilidade de prisão seja remota, o ex-estrategista de Trump —e ídolo da família Bolsonaro— poderá ser punido com multa e até 12 meses de cadeia.

Em janeiro, o então presidente dos EUA se recusava a reconhecer a derrota pra o rival, Joe Biden. No dia 5 daquele mês, véspera da invasão do prédio do Congresso por simpatizantes de Trump, Bannon disse em seu programa de rádio: “Agora estamos à beira do ataque”.

“Vai começar. Vai ser muito dramático”, acrescentou o ex-estrategista, referindo-se a 6 de janeiro, dia em que o Congresso se reuniria para formalizar a vitória de Biden. O tumulto no Capitólio terminou com cinco mortos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO