Comissão da Câmara dos EUA se opõe a acordo comercial com Bolsonaro

O deputado americano Richard E. Neal, presidente da principal comissão responsável por tributação, expressou hoje sua oposição à intenção do governo Trump de fortalecer a parceria econômica com o Brasil.

Em carta ao embaixador Robert Lighthizer, representante de comércio dos EUA, Neal e outros 23 deputados democratas escreveram que é inadequado para o governo participar de discussões “com um líder brasileiro que desrespeita o Estado de Direito e está ativamente desmantelando progresso duramente conquistado em direitos civis, humanos, ambientais e do trabalho”.

“Por meio de retórica e e ações repreensíveis”, diz a carta, o governo Bolsonaro demonstrou que “não pode estar crivelmente preparado para assumir os novos padrões de direitos dos trabalhadores e proteções ambientais estabelecidos no novo acordo EUA-México-Canadá [assinado em novembro de 2018]”.

Os democratas, partido de oposição a Trump, têm hoje maioria na Câmara, ocupando 233 (53%) das 435 cadeiras.

Leia também: A 'insólita ameaça' de Bolsonaro na 'guerra' com o STF
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 63 comentários
TOPO