ACESSE

Covid-19: Argentina tem menos de 10% dos casos do Brasil

Telegram

A Argentina anunciou nesta segunda (3) ter ultrapassado os 200 mil casos registrados de Covid-19 –em números exatos, 201.906.

Com o aumento do número de infecções e o medo de saturar o sistema de saúde, as autoridades suspenderam o alívio gradual do isolamento social em Buenos Aires e seu entorno, onde estão concentrados 90% dos casos, relata o Estadão.

O Ministério da Saúde argentino também anunciou a proibição de realizar reuniões sociais em todo o país a partir de hoje.

“O grande problema que tivemos nos últimos 15 dias foi o relaxamento. Sentimos que a situação está contida, mas não está”, disse o presidente Alberto Fernández.

O total de infectados na Argentina é cerca de 7% dos mais de 2,75 milhões de casos registrados no Brasil. Comparando as populações dos dois países, os argentinos têm 4.538 casos por milhão de habitantes, contra os 13.128 casos por milhão brasileiros –quase o triplo.

No cômputo de mortes, as 3.648 registradas na Argentina representam 82 por milhão de habitantes. No Brasil, as 94.665 mortes correspondem a 452 por milhão de habitantes –mais que o quíntuplo.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 47 comentários