ACESSE

Covid-19: Boris Johnson chama de 'malucos' os oponentes das vacinas

Telegram

Boris Johnson, o primeiro-ministro britânico, que foi vítima da Covid-19, promoveu nesta sexta (24) um programa expandido de vacinação contra a gripe no Reino Unido.

“Agora existem todos esses antivacinas. Eles são malucos”, disse o premiê, durante uma visita a um centro médico em Londres.

Johnson provavelmente se referia a uma pesquisa recente do instituto Yougov, segundo a qual 16% dos britânicos “provavelmente” ou “certamente” rejeitarão a vacina contra a Covid-19 quando ela surgir.

O governo do premiê conservador decidiu expandir o programa de vacinação contra a gripe para  evitar que os serviços de saúde do país entrem em colapso, caso sobrevenha uma nova onda de coronavírus.

O Reino Unido é o país europeu com o maior número registrado de mortes por Covid-19 –45.677, segundo o acompanhamento do site Worldometers. É o terceiro lugar em óbitos no mundo, atrás apenas dos EUA e do Brasil.

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 5 comentários