COVID-19: MACRON CONFIRMA LOCKDOWN PARCIAL NA FRANÇA A PARTIR DE 6ª

COVID-19: MACRON CONFIRMA LOCKDOWN PARCIAL NA FRANÇA A PARTIR DE 6ª
Foto: Reprodução, Twitter

Em pronunciamento transmitido pela TV francesa, Emmanuel Macron acaba de confirmar que o país europeu fará um novo lockdown contra a Covid-19.

Segundo o presidente da França, a “segunda onda” da doença no país pode ser mais mortal que a primeira. Os hospitais estão ficando lotados e, assim como aconteceu na primavera, operações cardíacas e de câncer estão sendo adiadas.

Macron afirmou ainda que não tomar medidas de confinamento em busca da chamada “imunidade de rebanho” resultaria em, no mínimo, 400 mil franceses mortos pela Covid-19 nos próximos meses.

O novo confinamento –que, como previsto, é parcial e manterá as escolas de ensino fundamental e médio abertas– será iniciado nesta sexta-feira (30) e deve durar até 1º de dezembro, no mínimo. O comércio inteiro voltará a fechar, mas o trabalho presencial será permitido, com a recomendação de que o home office seja utilizado por quem puder.

De anteontem para ontem, a França registrou 33.417 novos casos, com 523 mortes. No total, 1.198.695 franceses foram infectados, e 35.441 morreram da doença. Ao anunciar o lockdown, Macron disse que, “não importa o que façamos, quase 9 mil pacientes estarão na UTI na metade de novembro”.

O presidente da França prometeu ainda “revisar” as novas medidas de confinamento depois que elas completarem 15 dias em vigor.

Leia mais: Quem acredita em “vacina do Doria” ou “vacina do Bolsonaro” precisa abrir os olhos.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO