Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Credores chineses da Evergrande dizem ainda não ter sido pagos

Prazo para a incorporadora pagar parte dos juros da sua dívida de US$ 300 bi venceu nesta quinta; especialista vê risco de tensão social no país
Credores chineses da Evergrande dizem ainda não ter sido pagos
Foto: Reprodução, Deutsche Welle

O prazo para a incorporadora Evergrande pagar parte dos juros da sua dívida de US$ 300 bilhões venceu nesta quinta, 23. Pouco antes, a empresa anunciara um acordo para parcelar os juros da dívida. O tempo passou, mas os detentores dos títulos afirmaram que não foram pagos, informa Duda Teixeira na Crusoé.

“É no mínimo temerário em termos de tensão social permitir que os credores chineses, incluindo os empregados, os fornecedores e os mutuários que pagaram seus imóveis antecipadamente, não sejam ressarcidos”, diz o economista Roberto Dumas Damas, professor do Insper e especialista em China.

LEIA MAIS na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO