Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: por que o Uruguai cancelou um acordo com Cuba

O convênio, que incluía o envio de profissionais para o Centro Nacional de Ajuda Técnica e Tecnológica, foi visto como uma forma de mandar dinheiro para a ditadura
Crusoé: por que o Uruguai cancelou um acordo com Cuba
Foto: Reprodução

O Ministério do Desenvolvimento Social do Uruguai anunciou esta semana que não renovará um dos acordos feitos com a ditadura de Cuba, diz a Crusoé.

“O convênio em questão, de 2019, incluía o envio de cinco profissionais para o Centro Nacional de Ajuda Técnica e Tecnológica, Cenatt, que atende pessoas com deficiências. Contudo, apenas dois profissionais cubanos se apresentaram.”

“‘O acordo com o Cenatt não foi muito grande em termos de número de profissionais ou de valores, mas teve um enorme peso político quando foi assinado. Muitos médicos uruguaios ficaram incomodados porque havia profissionais no país aptos para desempenhar a função. Então o acordo foi visto apenas como uma maneira de enviar dinheiro para a ditadura cubana, assim como o Mais Médicos do Brasil’, diz o engenheiro de informática cubano Lidier Hernández Sotolongo […].”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO