Cubanos tentam aproveitar brecha em Constituição da ditadura

O Partido Comunista de Cuba elaborou a portas fechadas e aprovou em janeiro, num referendo controlado pela ditadura, uma nova Constituição para o país.

Dissidentes estão tentando usar uma brecha do texto para mudar a lei eleitoral e permitir eleições livres, com vários partidos.

Leia a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé:

Cubanos juntam 5 mil assinaturas para mudar lei eleitoral

Descubra o plano secreto (e baixo) de Cuba para eleger o PT. Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. JJorge Luiz Tavares disse:

    Eta regime bom nesta M de ilha

Ler comentários
  1. Jorene disse:

    Lá na ilha carcomida tem democracia demaaaaaaaaaaais !

  2. Absalão_Nepomuceno_ disse:

    Constituição cubana: Art. 1: o presidente pode tudo; Art. 2: os não-presidentes devem obedecer ao presidente.

  3. Teresa disse:

    Se ainda estão tentando é porque não vão conseguir.

  4. Rico disse:

    Coitados, mas não é tão diferente do Brasil, que não passa de uma proto-democracia.

    1. É muito diferente. Experimente morar lá. Tente abrir uma empresa por lá e veja o que acontece.

  5. Antonio disse:

    Brecha geralmente é coisa de incompetente né?

  6. KKKKKKKKK disse:

    Nem vou comemorar, porque deve ser algo semelhante à pseudo-democracia da Venezuela.

  7. José disse:

    Os intelectuais esquerdistas não vão gostar. Do jeito que é, está perfeito

  8. Cidadão disse:

    Aos poucos, Cuba está voltando à Democracia.

    1. kkkkkkkkkkkkk cada uma... "voltando à Democracia" kkkkkkkkkkkkkkk

    2. Na tua cabecinha que está em Nárnia. Depois que voltar de lá e sentir o que é ditadura de lá, eu volto a comentar.

  9. Marcelo disse:

    O que esperar de um país que começa com cu?