ACESSE

Depois de destruir a Venezuela, Maduro quer se eternizar no poder

Telegram

Nicolás Maduro, o torturador favorito do PT, quer se “eleger” presidente mais uma vez, anunciou hoje seu vice, Tareck El Aissami, durante um comício.

A Venezuela vive hoje a pior recessão de toda a sua história, com hiperinflação, desabastecimento e violência galopante –Caracas é uma das cidades líderes em homicídios no mundo.

Numa votação legítima e livre, os eleitores tirariam do poder o mais rápido possível o responsável por essa catástrofe.

Mas o ditador –que já jogou no lixo os votos num Legislativo de maioria oposicionista e o substituiu por uma “Assembleia Constituinte” chavista– quer fingir que seu regime tem alguma legitimidade.

Sua fraude terá, como sempre, o firme apoio da esquerda.

 

Comentários

  • Piu-Piu -

    Maduro, olhe o que aconteceu com o Kadafi (Líbia). Gostaria de ter o mesmo fim? Você terá! Fique de olho!

  • Luizs -

    Povo sofredor da Venezuela, leve o caso aos tribunais internacionais, não se esquecendo de apontar o verdadeiro culpado dessa desgraça toda. lula.

  • João -

    O primeiro a identificar que a centralização absoluta do poder que o comunista prega leva sempre a ditaduras foi o Hayek, com o clássico "O Caminho da Servidão". Escrito em 1944, numa época que muitos intelectuais europeus flertavam com o comunismo como alternativa moralmente superior ao capitalismo. Visionário! . O George Orwell, inspirado pelo livro acadêmico do Hayek, que ele resenhou para um jornal ingles, escreveu depois duas ficções "A Revolução dos Bichos" e "1984". . O mundo ocidental já assimilou a relação entre concentração de poder e ditadura. Mas não na América Latrina. Viver aqui é como voltar 50 anos no tempo. . Há 2 candidatos que defendem abertamente aplicar as mesmas ideias do Maduro aqui (Manuela D'avila e Boulos).

Ler 51 comentários