'Desafio o FBI a provar que sou um terrorista', diz egípcio

Telegram

Após cinco horas de depoimento à PF no aeroporto de Guarulhos, o egípcio Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim afirmou que o FBI não tem provas de que ele seria ligado à Al Qaeda, registra O Globo.

Ibrahim, cujo nome está entre os procurados pela polícia americana, disse que a PF já está de posse dos seus aparelhos eletrônicos, como celular e notebook, e que nada será encontrado na perícia dos equipamentos.

“Desafio o FBI a provar que sou um terrorista. Não vão encontrar nada porque não sou. Já estava no Brasil havia mais de dois anos levando uma vida como qualquer cidadão, casado e trabalhando. O meu caso é de perseguição política”, afirmou o egípcio.

Comentários

  • Victor -

    Não confio em nenhum muçulmano.

  • DAISY -

    Lula inaugurou mais uma moda: a de "perseguidos políticos" do século XXI

  • Angela2 -

    Manda o sujeito para os USA e ponto final. O Brasil não tem que se envolver nisto - o sujeito não é Brasileiro nato - então, extradita e ponto final.

Ler 41 comentários