Dilma e os assassinos do Charlie Hebdo

Não se deve negociar com os fascistas”.
Stéphane Charbonnier, editor-chefe do Charlie Hebdo, assassinado hoje em Paris, a propósito dos terroristas islâmicos.

“A melhor forma é o diálogo”.
Dilma Rousseff, presidente do Brasil, sugerindo negociar com os mesmos terroristas.

Faça o primeiro comentário