Diretor do Telegram diz que novo ataque a aplicativo pode ter vindo da China

O diretor executivo do Telegram confirmou, ontem, que o aplicativo de mensagens sofreu um ataque cibernético, e indicou que a China seja o país de origem.

O serviço foi atingido por um “poderoso ataque DDoS (negação de serviço)”, originado de sites na internet situados no país asiático, informou Pavel Durov.

O aplicativo explicou que o ataque cibernético coincidiu com protestos em Hong Kong, depois que várias “solicitações fake” surgiram nos servidores da rede social e fizeram a conexão cair.

MORO PUNIDO E LULA SOLTO. É ISSO MESMO? Leia aqui

“Esse caso não foi uma exceção”, disse Durov em tuíte, sem explicar a afirmação.

Comentários

  • mariargimenes@gmail. -

    14/06 Greve Geral contra a reforma da previdência. Este sim é o maior ataque contra os trabalhadores! Cortem seus privilégios abutres. Deixem os brasileiros em paz! Sumam #VazaGuedes

  • Indignado -

    Essa notícia aí não tem qualquer relação com os ataques no Brasil.

  • Arlindo -

    Xing ling a serviço de Moscov

Ler 62 comentários