Ditadura da Nicarágua liberta mais de 50 presos políticos

A ditadura da Nicarágua libertou nesta terça-feira um grupo de 56 presos políticos, entre os quais jornalistas, estudantes e líderes camponeses críticos do regime de Daniel Ortega.

Entre os libertados, estão os jornalistas Miguel Mora, diretor da emissora 100% Notícias, e Lucía Pineda Ubao, porta-voz do canal.

Eles deixaram a prisão com base na Lei da Anistia, aprovada no último sábado pela Assembleia Nacional com o apoio do governo.

O mesmo projeto também determina a libertação e ampla anistia aos militares que reprimiram a série de protestos cujo saldo foi de mais de 300 mortos e 2 mil feridos em um ano.

Mulheres tratadas como objeto sexual, mercadoria: a realidade em Cuba. Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler comentários
  1. Luiz disse:

    UGFyZWNlIHBpYWRhLiBPcyBjYXJhcyBtYXRhbSBtYWlzIGRlIDMwMCBlIGZlcmVtIG1haXMgZGUgMjAwMCBlIHNhbyBzb2x0b3MuIFF1ZSBEZXVzIG5vcyBsaXZyZSBlIGd1YXJkZS4=