Doses da Índia para o Brasil devem atrasar

Doses da Índia para o Brasil devem atrasar
Adriano Machado/Crusoé

Além de considerar “extremamente difícil” que os Estados Unidos autorizem a venda de vacinas estocadas da AstraZeneca, Ernesto Araújo sinalizou hoje aos deputados que a Índia pode atrasar o envio de mais doses para o Brasil.

“Existe na Índia um problema interno para a continuação do fornecimento de mais alguns milhões de vacinas que já estão contratadas por escassez de insumos, que são importados de outros países”, explicou o ministro.

Ele disse que tenta conseguir as doses pendentes apesar da barreira dos insumos, mas deixou os parlamentares em dúvida se o Brasil voltará a ser abastecido.

Hoje, a Unicef informou à Reuters que a Índia deve atrasar o fornecimento de vacinas para o programa Covax, da OMS, que também reservará doses para o Brasil.

“Entendemos que as entregas de vacinas contra Covid-19 para economias de baixa renda que participam do Covax Facility provavelmente enfrentarão atrasos após um revés na obtenção de licenças de exportação para novas doses de vacinas produzidas pelo Instituto Serum da Índia (SII)”, disse o Unicef à agência.

Leia mais: Guedes e seu ideário foram inteiramente soterrados pelos planos de sobrevivência política do presidente da República e da sua própria reeleição
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO