E então, Itamaraty?

O governo brasileiro, tão “valente” com Israel, continua a fazer um silêncio cúmplice e covarde diante das barbaridades de Nicolás Maduro.

Ontem, a coalizão venezuelana de oposição Mesa da Unidade Democrática (MUD) enviou uma carta à ONU e à OEA, condenando a ameaça de impugnação de nove candidatos eleitos pela aliança. A Unasul e ao Mercosul também receberam a carta. Três dos opositores já tiveram a sua eleição suspensa pela “Justiça” bolivariana.

E então, Itamaraty?

200