ACESSE

"É tecnicamente difícil adiar por dois anos", diz chefe do comitê da Olimpíada

Telegram

Se a Olimpíada de Tóquio não puder ser realizada em 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus, o evento tem o risco de ser definitivamente cancelado. É o que alertou hoje o presidente do comitê organizador dos Jogos, Yoshiro Mori.

“Pensando em atletas e problemas organizacionais, é tecnicamente difícil adiar por dois anos”, disse Mori. Ele admite que há quem defenda um novo adiamento da Olimpíada, para 2022.

No início desta semana, como noticiamos, o infectologista japonês Kentaro Iwata afirmou  que dificilmente os Jogos Olímpicos de Tóquio poderiam ser disputados em 2021.

Mori insiste que o evento acontecerá normalmente entre os dias 23 de julho e 8 de agosto do ano que vem.

“Se os Jogos de Tóquio puderem ser realizados, será a prova de que conseguimos superar um dos maiores desastres que a humanidade já enfrentou. É uma missão desafiadora.”

Foto: AP Photo/Eugene Hoshiko

Leia também: Novo chefão na Saúde: o que muda no combate à pandemia?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários