Economista compara medidas de Moreno às tomadas por Macri

Em entrevista à Crusoé, a economista Patricia Krause, da seguradora de crédito Coface, em São Paulo, compara as medidas adotadas pelo presidente do Equador, Lenín Moreno, às tomadas pelo argentino Mauricio Macri. Após protestos violentos no país, o equatoriano revogou um pacote econômico em que retirava os subsídios da gasolina e do diesel.

Sem conseguir implementar as medidas necessárias de uma vez, Moreno terá de optar pelo gradualismo, retirando os benefícios econômicos aos poucos. “Não é uma surpresa que a reação política e a impopularidade do FMI impossibilitem a adoção de medidas urgentes”, diz Krause. “Na Argentina, Mauricio Macri também não conseguiu fazer tudo de uma vez e adotou o gradualismo. Os resultados nós estamos vendo na atual campanha eleitoral.”

Leia a reportagem de Duda Teixeira:

Depois de falhar na Argentina, ‘gradualismo’ chega ao Equador

CENSURADA E HACKEADA. POR QUE ESTA JOVEM REVISTA INCOMODA TANTO? SAIBA MAIS AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. ☣MAÇÃNARIAcancer disse:

    TGVuaW0gbW9yZW5vIOkgTUHHT00gTUFGSU9TTyBkaXNmYXLnYWRvIGRlIGVzcXVlcmRpc3RhIC4uLi5hdGUgbm8gbm9tZS4uLnF1ZSBkZXN0aW5vLi4uYm9kZSBjYW5ob3Rv

Ler comentários