EI reivindica ataque na Bélgica

O Estado Islâmico reivindicou o ataque com facão a duas policiais no sul da Bélgica.

O terrorista, morto por um terceiro policial, era um argelino de 33 anos que morava na Bélgica desde 2012 e tinha histórico de crimes.

EI afirmou que o homem era um “soldado” e o atentado foi uma resposta ao pedido para que ataquem os “países da coalizão ocidental que combate o grupo no Iraque e na Síria”.

Faça o primeiro comentário