Eleitores da Califórnia rejeitam programa de ação afirmativa

Eleitores da Califórnia rejeitam programa de ação afirmativa
Foto: Element5 Digital/Unsplash

Os eleitores da Califórnia rejeitaram uma proposta para restabelecer programas de ação afirmativa na contratação de funcionários públicos e no ingresso de estudantes nas universidades, mantendo uma norma de 1996 que proíbe o governo de dar tratamento preferencial com base em raça ou gênero.

A informação é da Associated Press.

Os apoiadores da chamada Proposta 16 esperavam derrubar a proibição após as manifestações em todo o país contra o racismo, em protesto a mortes de americanos negros por policiais.

Os adversários dizem que o governo deve tratar a todos igualmente, e não usar raça, etnia ou gênero para promover ou discriminar indivíduos.

O “não” à Proposta 16 tem 56% dos mais de 11 milhões de votos contados até agora.

Leia mais: Imagine o Brasil de hoje sem O Antagonista e a Crusoé.
Mais notícias
TOPO