Em carta a Biden, senadores dos EUA acusam Bolsonaro de estimular crimes na Amazônia

Em carta a Biden, senadores dos EUA acusam Bolsonaro de estimular crimes na Amazônia
Foto: site oficial de Robert Menendez/Divulgação

A uma semana da Cúpula sobre o Clima promovida por Joe Biden, um grupo de senadores democratas, entre eles o presidente da Comissão de Relações Exteriores, Robert Menendez (na foto), enviou carta ao presidente dos EUA com fortes críticas a Jair Bolsonaro, informa a Folha.

Os parlamentares americanos afirmam que o presidente do Brasil ridicularizou publicamente o Ibama, sabotou a capacidade do órgão de fiscalizar as leis ambientais do país, chamou ambientalistas de “câncer” e tentou diminuir a proteção às reservas indígenas.

“A retórica e as políticas do presidente Bolsonaro efetivamente deram sinal verde para os perigosos criminosos que atuam na Amazônia, permitindo que eles expandam muito suas atividades”, diz o texto.

Os oito senadores signatários da carta pedem ainda que os EUA só repassem recursos ao governo Bolsonaro se o Brasil mostrar progresso na redução do desmatamento e no combate à impunidade dos crimes ambientais.

A cúpula virtual sobre o clima está marcada para 22 e 23 de abril.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO