Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em nova leva de indultos, Trump perdoa amigo e pai do genro

Em nova leva de indultos, Trump perdoa amigo e pai do genro
Foto: Shealah Craighead/The White House

Em uma nova leva de indultos a aliados, Donald Trump concedeu nesta quarta (23) perdão ao pai de seu genro e a dois aliados que se recusaram a cooperar com os promotores durante a investigação da interferência russa nas eleições de 2016, informa a agência Reuters.

Os aliados são Paul Manafort, diretor da campanha eleitoral do republicano há quatro anos, e Roger Stone, seu amigo e conselheiro de longa data, além de Charles Kushner, pai de Jared Kushner, o marido de Ivanka Trump.

Os três são os principais nomes em uma leva de 26 indultos e três comutações de pena divulgados hoje pela Casa Branca, depois que o presidente viajou para sua casa na Flórida para passar as festas de fim de ano.

O perdão a Manafort poupou o ex-chefe de campanha de cumprir a maior parte de sua pena de sete anos e meio de prisão. Stone foi condenado em novembro de 2019 por um júri de Washington por mentir sob juramento.

Charles Kushner, por sua vez, havia sido condenado a dois anos de prisão depois de se declarar culpado de 18 acusações de evasão fiscal, adulteração de testemunhas e doações ilegais para campanha em 2004.

Na terça (22), o presidente já perdoara uma série de aliados, entre os quais George Papadopoulos, assessor de política externa de sua campanha em 2016 que se declarou culpado, em 2017, de mentir a autoridades federais.

Segundo um levantamento da Universidade Harvard divulgado pelo New York Times, dos 65 perdões e comutações de pena concedidos por Trump desde ontem, 60 foram para pessoas com conexões pessoais com o presidente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO