Embaixada da China acusa EUA de espalharem 'mentiras' sobre o país no Brasil

Em nota divulgada nesta terça-feira (20), a embaixada da China no Brasil acusou os EUA de divulgar “com má-fé mentiras políticas” (…), fabricar “a chamada ameaça chinesa” e atacar a tecnologia de 5G do país asiático.

A nota refere-se a declarações recentes do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, e do conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Robert O’Brien.

Pompeo alegou que a parceria comercial com a China constitui uma ameaça ao Brasil, enquanto O’Brien defendeu o veto à participação da chinesa Huawei no mercado de 5G brasileiro alegando questões de segurança.

“Ao ignorar os fatos básicos e produzir comentários baseados na mentalidade de Guerra Fria e jogo de soma zero, eles têm como objetivo real servir a certos interesses políticos, tirar proveito político dos ataques que difamam a China, atrapalham a cooperação internacional e instam a confrontação. Isso merece a nossa veemente objeção”, disse o comunicado do ministro-conselheiro Qu Yuhui, porta-voz da embaixada chinesa,

Mais cedo, conforme registramos, o presidente da Huawei, Sun Baocheng, alegou que o possível veto à empresa fará o Brasil demorar mais para ter 5G.

Leia mais: Marco Aurélio e o caso André do Rap: como a lei (e a mais alta corte do país) pode ser usada para libertar um criminoso considerado perigoso?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários
TOPO