Embaixadora de Guaidó defende que Maduro seja julgado em Haia

Embaixadora de Guaidó defende que Maduro seja julgado em Haia

María Teresa Belandría, a embaixadora no Brasil do governo interino de Juan Guaidó na Venezuela, defendeu hoje que o ditador Nicolás Maduro seja julgado por crimes contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional, em Haia.

Segundo Belandría, o relatório da missão da ONU que acusou Maduro de crimes contra a humanidade, divulgado nesta quarta (16), “demonstrou muito bem a cadeia de comando do regime, quem deu as ordens e quem as executou”.

LEIA AQUI a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 5 comentários
TOPO